Sarau indie

darkSaiu recentemente a coletânea Dark Was the Night. A compilação é um projeto da Red Hot Organization, uma entidade de caridade international que viabiliza coleta de fundos para o HIV.

O projeto foi produzido por Aaron e Bryce Dessner da banda The National e junta uma legião de artistas indies em dois Cds. Entre solos e duetos, as faixas mais interessantes são sem dúvida os duetos. Entre elas, eu indico ferozmente as faixas de Cat Power + Dirty Delta Blues, Feist + Ben Gibbard (vocalista do Death Cab for Cutie), Justin Vernon (do Bon Iver) + Aaron Dessner e ainda Antony (do Antony & The Johnsons) + Bryce Dessner (The National).

Dos solos você vai ter mais do mesmo, ou seja, boas bandas fazendo bem o que se conhece delas, nada de muito novo. Mas tem muita coisa boa: Bon Iver, Beirut, Arcade Fire, Iron & Wine, The New Pornographers, The Decemberists, Spoon, Yo La Tengo, Sufjan Stevens, Grizzly Bear e mais.

Eu recomendo, mas como todo sarau indie, às vezes dá um pouco no saco. É um CD pra se escutar e sair pedindo algo mais acelerado, com velhas guitarras sujas.

Opinião da ovelha suja

A melhor do disco : Bracket, WI de Bon Iver (e não é um dueto!).

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: