Léon, o pimentinha.

jureOntem assisti um excelente filme quebequense, C’est pas moi, je le jure ! (em inglês It’s not me, I swear! Não sei o nome que vai sair em português). O filme se passa em 68 e acompanha a história de Léon, um menino de 10 anos aparentemente normal que externaliza os problemas familiares com travessuras nada convencionais. Só para se ter uma idéia, o filme começa com uma cena de Léon tentando se enforcar. E tudo piora quando su a mãe abondona a família e parte pra Grécia. Parece uma história de um filme que você ja viu, mas não é. Tem muita similaridade com o romance The Butcher Boy de Patrick McCabe, que depois virou um longa na mão de Neil Jordan. A diferença é que Léon nao é tao cruel quanto Francis Brady.

 

 

O diretor é Philippe Falardeau, que fez La moitié gauche du frigo e Congorama, dois outros excelentes filmes. O cinema quebequense merece seus elogios, tanto quanto o canadense. A diferença com o nosso cinema é que o Brasil ainda faz filmes extremamente regionais. Isso nao é ruim, de jeito algum, mas falta filmes com temáticas mais universais e acho que é nisso que o cinema dos hermanos argentinos está muito à frente do nosso.

Ta ai uma boa dica então. Quer conhecer mais sobre o cinema quebequense? Veja o que recomendo aqui abaixo:

crazygrandevivremama

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: