Contra

Excelente texto enviado pela Massi.

 

As freiras feias sem Deus
LUIZ FELIPE PONDÉ
COLUNISTA DA FOLHA


O QUE MOVE as pessoas, em meio a tantos problemas, a dedicar tamanha energia para reprimir o uso do tabaco? Resposta: o impulso fascista moderno.
Proteger não fumantes do tabaco em espaços públicos fechados é justo. Minha objeção contra esta lei se dá em outros dois níveis: um mais prático e outro mais teórico.
O prático diz respeito ao fato de ela não preservar alguns poucos bares e restaurantes livres para fumantes, sejam eles consumidores ou trabalhadores do setor. E por que não? Porque o que move o legislador, o fiscal e o dedo-duro é o gozo típico das almas mesquinhas e autoritárias.
Uma espécie de freiras feias sem Deus.
O teórico fala de uma tendência contemporânea, que é o triste fato de a democracia não ser, como pensávamos, imune à praga fascista.
A tendência da democracia à lógica tirânica da saúde já havia sido apontada por Tocqueville (século 19). Dizia o conde francês que a vocação puritana da democracia para a intolerância para com hábitos “inúteis” a levaria a odiar coisas como o álcool e o tabaco, entre outras possibilidades.
Odiaremos comedores de carne? Proprietários de dois carros? Que tal proibir o tabaco em casa em nome do pulmão do vizinho? Ou uma campanha escolar para estimular as crianças a denunciar pais fumantes? Toda forma de fascismo caminhou para a ampliação do controle da vida mínima. As freiras feias sem Deus gozariam com a ideia de crianças tão críticas dos maus hábitos.
A associação do discurso científico ao constrangimento do comportamento moral, via máquina repressiva do Estado, é típica do fascismo. Se comer carne aumentar os custos do Ministério da Saúde, fecharemos as churrascarias? Crianças diagnosticadas cegas ainda no útero significariam uma economia significativa para a sociedade. Vamos abortá-las sistematicamente? O eugenista, o adorador da vida cientificamente perfeita, não se acha autoritário, mas, sim, redentor da espécie humana.
E não me venha dizer que no “Primeiro Mundo” todo o mundo faz isso, porque não sou um desses idiotas colonizados que pensam que o “Primeiro Mundo” seja modelo de tudo.
Conheço o “Primeiro Mundo” o suficiente para não crer em bobagens desse tipo.
O que essas freiras feias sem Deus não entendem é que o que humaniza o ser humano é um equilíbrio sutil entre vícios e virtudes. E, quando estamos diante de neopuritanos, de santos sem Deus, os vícios é que nos salvam. Não quero viver num mundo sem vícios. E quero vivê-lo tomando vinho, vendo o rosto de uma mulher linda e bêbada em meio à fumaça num bistrô.

Luiz Felipe Pondé é colunista da Ilustrada

3 Responses to “Contra”

  1. luciana zacchi Says:

    mundo cada vez mais chato.

  2. Ça me fait penser au problème de l’environnement et de la conscientisation des citoyens, qui reflète le même état d’esprit. C’est vrai qu’on se dirige vers une forme très subtile de fascisme. Un fascisme nouveau-genre, celui de la rectitude politique. Par exemple, dans quelques années, il sera probablement “interdit” de ne pas recycler, de ne pas faire de compost, d’avoir des ampoules non-conformes, de tirer la chasse d’eau deux fois de suite. On dénoncera nos voisins aux autorités, on recevra des amendes si on laisse le moteur de la voiture tourner trop longtemps (ça existe déjà au Québec). Le problème est éthique et philosophique: personne ne s’oppose à la bonne conscience, au recyclage et à la bonne santé environnementale, mais ça me fait un peu peur de vivre dans un monde aseptisé complètement, où le moindre petit gaspillage, le moindre petit geste “não verde” sera vu comme un crime passible de prison.

  3. luciana zacchi Says:

    oui, mais c’est ça dani. le grosse problème c’est que de petit à petit on a moins de liberté….

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: