Hipoglicêmico

Da série Crônicas sobre a Morte 

 

Hipoglicemia nao era uma doença, era sempre sua desculpa. Aproveitava os mesmos sintomas para justificar suas ausências no trabalho, nas reunioes de amigos e de familia. Até mesmo para justificar sua solidao. A glicose era sua aliada, seu alibi, descia e subia quando ele queria. A falta de açucar no sangue nao era bem uma mentira, faltava sim energia, e muita. O problema é que o açucar que faltava nao estava nos paes, nas massas, nos legumes que as pessoas o aconselhavam a comer, que sorte a dele seria se fosse facil assim restabelecer sua taxa de glicose e voltar a sorrir por ai, com a pança cheia. O sorriso nao era açucarado, era disfarçado de açucar. E as vezes, como hoje, ele tinha de enfiar a cabeça no pacote de açucar e sorrir por ai com a cara branca, maquiado como um doce palhaço. O doce palhaço social, seu ser conhecido pelas massas. O palhaço que sorri quando escuta de alguém que a vida nao é doce. Ri do como e porque os jargoes sao proclamados. O palhaço que sente que a vida nao é doce, ao contrario. E ao contrario, ele nao ri, ele chora. À espera de quem possa ver sua maquiagem borrada. Mas hoje, ele finalmente decidiu dar um fim a tudo isso. “Hipoglicemia”, avisou no trabalho. E finalmente, acabou-se oque era doce.

 

One Response to “Hipoglicêmico”

  1. Guga, j’ai perdu ton email… Voici le lien vers une chanson de St. Vincent, live. http://www.youtube.com/watch?v=Z3yqYFvfEuo&feature=related

    Check it out, je pense que vc vai adorar.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: