No DVD do ovelha

 

romanClaude Lelouch é um icone entre os cinéfilos. Eu assisti muita pouca coisa dele e ainda não tenho opinião formada sobre o assunto, mas Roman de Gare começa a mudar o cenário…É excelente. Um filme que começa e termina totalmente diferente, que consegue te prender a cada minuto pela ótima história e pelos ótimos atores. Uma hora você acha isso, outra hora acha aquilo. Lelouch fez um roteiro tão brilhante que ele brinca com o expectador, usando truques geniais de história dentro da própria história para construir um suspense quase interminável, que só se revela a minutos finais do fim. Dominique Pinon, que fez Amélie Poulain, rouba o filme por completo. Só deixa a beleza para a atriz Audrey Dana. Bela indicação do Ronnie e da Cris. É baaaaum!  

wild thingsSpike Jonze demorou 5 anos para fazer este filme. O resultado explica. Baseado na obra infantil de Maurice Sedack de 1963 que virou livro clássico mesmo após as criticas de conservadores da época, Where The Wild Things Are é simples e complexo ao mesmo tempo. Assim como o livro, cheio de ambiguidades e pura psicologia. Segundo o próprio diretor, não é um filme apenas para crianças. Eu diria que não é para crianças. Apesar dos monstros e dos efeitos excelentes, é um filme que tem que mastigar um pouco. A trilha é outro show a parte. Como todos nós, Max foi a floresta visitar as suas criaturas selvagens, oque é sempre belo e assustador ao mesmo tempo. O diretor de Quero ser John Malcovich e Adaptaçao fez um novo classico. E que fique mais 5 anos para lançar seu próximo filme.

 

 

valentinoPoucos filmes me irritaram tanto na vida como este documentário sobre a historia do estilista Valentino, o Clodovil italiano. O documentário conta a história da decisão de Valentino de se aposentar, com flashbacks de sua trajetória e o crescimento de seu império. O documentário tentou se salvar quando fala da transformação do mundo da moda, de como o mercado cresceu e o que se trasformou, mas isso são 5 minutos do filme. O resto é uma chupação de saco sem precedentes do Valentino e de como o cara se acha um Deus que tem todos seus desejos e caprichos atendidos pelo nome que construiu. E vou mais além. O filme é uma prova evidente de como o mundo consegue ser tao fútil, de como se dá atenção à coisas tão superficiais. Deprimente, triste. Sai mal.

 

 

hangoverFui com a expectativa grande, amigos, familia, todos haviam me falado maravilhas sobre The Hangover. “É tipo, Quem Vai Ficar com Mary”. “É risada do começo ao fim”. Não, não é. É um bom filme de comédia que tem os seus momentos. O melhor do filme, fica para os créditos finais onde aparece as fotos do que se passou na fatidica noite em Las Vegas. Os personagens são bons, mas faltou explorar mais cada um deles. O doido barbudo paranóico, por exemplo, que começa o filme a todo vapor, tirando boas risadas, mas se perde e é esquecido do meio ao fim. Aliás, palmas para o ator Ed Helms, esse sim foi o astro do filme. O lance do dente quebrado foi excelente. O diretor Todd Philips, o mesmo do excelente Starsky & Hutch, não conseguiu transformar The Hangover num classico. E tinha potencial.

 

 

trouveO cinema francês adora criticar Hollywood e seus formatos, mas Je vous trouve très beau é um filme americano. Uma tradicional comédia romântica com velhos clichês. Mesmo assim o filme tem seus bons pontos. É menos ludico e mais frio que uma comédia ao estilo Sandra Bullock, as piadas são mais inteligentes e ainda rola umas boas criticas mesmo que superficiais. O destaque vai para Michel Blanc, o ator principal e uma espécie de Stênio Garcia francês. A bela atriz romena Medeea Marinescu ajuda a deixar o filme bem simpático. Afinal, eu diria que valeram os 97 minutos de filme.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: