No DVD do ovelha

whateverVocê conhece Larry David? Sim, você conhece Larry David. Ele é a cabeça por trás de Seinfield, o cara que criou a série junto com Jerry e que alimentava boa parte das piadas. É ele também o criador e ator principal de Curb Your Enthusiasm, série original da HBO. E é ele o ator principal do último filme de Woody Allen. Whatever Works é pra quem gosta de Woody Allen e Larry David, muito diálogo (e dons bons!) com uma história que diverte e questiona. Em minha opinião, muito melhor que Vicky Cristina Barcelona, Scoop e Match Point. E passou assim, sem muito sucesso, talvez porque não tivesse nenhuma Scarlet Johansson, Hugh Jackman ou Penelope Cruz por lá. Mas tem Evan Rachel Wood, que dá um pau na Scarlet como atriz e na beleza.

away from herFilme de grande expectativa. Julie Christie nomeada ao Oscar (ganhou?) e direção da canadense Sarah Polley, mais conhecida por seus papéis estranhos em filmes como A Vida Secreta das Palavras e Minha Vida sem Mim. E não gostei assim tanto. Achei que era melhor. A história é boa, mas meio irreal, ia bem até os minutos finais. A interpretação da Julie Christie é realmente muito boa, mas dou mais crédito para a Sarah Polley que deu delicadeza ao filme e à doença de Alzheimer. Gosto mais dela na direção do que como atriz. Vale a pena e se você tem casos de Alzheimer na família, segura o baque que dói.

upAs animações têm aquele efeito comédia romântica, cheios de valores morais e personagens batidos. Sai os Pingüins de Madagascar, entra o Burro do Shrek e assim vai. Up sai um pouco desta linha, até me perguntei no começo do filme se uma criança não dormiria. Porque o começo é mais um drama do que história para criança ficar feliz. Depois do meio, o gordinho mais fofo do mundo aparece e o filme vira diversão até o fim. No final da balança é só mais uma animação, os cachorros falantes fazem o papel dos Pingüins e do Burro. Só que os caras deram um passo a mais aqui.

the menUma bosta. Nem um elenco com George Clooney, Evan Macgregor, Jeff Bridges e Kevin Spacey salva o filme. Acho que é daqueles projetos que os caras topam pra fazer permuta e produzir os filmes que querem de verdade, prefiro acreditar assim.  Historinha boba, crítica superficial à guerra e piadas soltas, a cada 20 minutos você abre um leve sorriso, acha que vai dar uma boa risada e volta uma cena chata. Filme que não sabe o que quer ser, quer ser comédia, quer ser sério, mas acaba e não é nada, só um monte de ator famoso junto que a mídia soca de comercial na TV pra te fazer pensar que é a comédia do ano.

departuresVi o trailer de Departures e fiquei empolgadaço. Filme japonês, pensei, tem de ser bom. A história é ótima: um músico que toca violoncelo e trabalha numa pequena orquestra de Tokyo. De repente, a orquestra é desfeita e ele decide voltar a sua cidade natal. Precisa de um emprego e acha no jornal uma proposta que parece tentadora, salário bom, sem precisar de experiência. E quando chega lá pra fazer entrevista, o trabalho é limpar corpos de mortos. Uma espécie de ritual pago pelas famílias onde ele tem de limpar, maquiar e vestir o morto na frente de todos os presentes no velório. E ele pega gosto pela coisa. Lidar com a morte de perto é o que faz o personagem perceber a vida, a ausência do pai, o casamento e seu amor incondicional pelo violoncelo. E todas as razões por trás de tudo. Filme lento, mas ótimo.

managementBoa surpresa com Jennifer Aniston e Steve Zahn. Quer dizer, Jennifer Aniston continua a Rachel de Friends, mas tudo bem, Steve Zahn manda muito bem. Do começo ao meio, um filme de personagem Sundance: Steve trabalha num hotel à beira da estrada com seu pai e sua mãe e mora lá, num quartinho, faz o turno da noite. Num belo dia, uma executiva bem sucedia chega para se hospedar no hotel (Aniston) e uma relação meio estranha entre os dois começa. Do meio pro fim, o filme dá pitadas de pastelão quando Steve abandona o seu emprego e vai atrás de Aniston, que agora está casada com um guru dos iogurtes naturais. Mas não chega a decepcionar, depois que Woody Harrelson vaza do filme (o guru dos iogurtes), o filme retoma e termina bem.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: