O soco que eu não dei no Elton.

Sabe aqueles momentos na vida que se você pudesse voltar e mudar, tudo poderia ser diferente? Você poderia ser diferente. A minha foi quando eu tinha 12 anos, no recreio do colégio. Eu estava ali com meus amigos zombetando um menino, o Elton. Tirando sarro, fazendo piadas, sendo moleque como todos nós fomos um dia e ainda somos às vezes. E o Elton se levantou e partiu pra cima de mim. Me chamou pro pau. E eu, o zombetão, o zueiro, não esparava por aquilo. Elton se pôs em posição de luta e veio pra cima. Meu instinto foi me armar também e fiz posição de briga. Em minutos, o pátio estava cheio de gente nos rodeando, eu ele circundando, dando voltas, um de frente pro outro, cada um esperando quem ia dar o primeiro golpe. As pessoas gritavam “Vai, dá um soco” e eu hesitava e Elton também. E continuávamos a rodar em falso. Imaginei a cena toda, eu dando um soco e encerrando aquilo de uma vez por todas, mas não tinha coragem. O que imaginava de verdade era que meu soco não seria forte o suficiente para derrubá-lo ou que ele me daria um soco primeiro e eu cairia como merda no chão. Imaginei a vergonha e o fracasso. E acho que Elton percebeu isso. Não veio com soco, mas com uma bela rasteira. Mal sabia eu que o aparente indefeso Elton fazia judô há 3 anos. Cai no chão e comecei a tomar uma seqüência de bicudas. Imaginei o fracasso e ele veio. Imaginei a vergonha e ela veio, junto com as risadas e os aplausos para Elton. Aquilo foi um episódio único, eu e o Elton ficamos até amigos depois, mas isso não é a questão. E nada contra o Elton também. Eu devia ter dado aquele soco. O significado daquele ato na minha vida talvez tivesse me mudado. Talvez aquilo me transformasse hoje numa pessoa mais forte, com os punhos fechados e pronta para a briga, qualquer que ela seja. Mas não dei o soco e sou o que sou. E a vida hoje tira sarro de mim e eu não faço nada. Ela se põe a minha frente esperando o meu soco e eu só sei imaginar o fracasso. Fico rondando ela em falso fingindo que estou pronto pra briga. Até o momento que ela me derrubar com uma rasteira e me encher de bicudas. É só o que eu consigo ver.

One Response to “O soco que eu não dei no Elton.”

  1. Rodrigo Vidal Ferraz Says:

    foi vc entao que brigou com o Eltinho? ahahahah
    pelo menos ele era da sua altura!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: